Tuesday, March 20, 2007

«weird and quirky»

É oficial. Odeio sonhos. I'm all for sonhar acordada mas fechar os olhos e não ter controlo sobre o que pensamos? No way. Recuso-me. Não quero estes sonhos. Desejos inconscientes. Vontades incoerentes. Bullshit. Que indecisão incongruente! O preto no branco é um hábito tão constante que me confunde a ambiguidade. Confronto directo com simetrias irregulares. É tão fácil recorrer a pseudo-excentricidades surrealistas como metodologia de evitar abordar temas consequentes. Mas eu não sei qual é a minha reacção. Subidas histéricas. Descidas metódicas. Nao posso dizer o que sei. Não gosto de revoltas. Estou sempre cansada. Velha. As férias estão longe demais. Perto demais. Não sei lidar com liberdade. Intrinsicamente só. Extrinsicamente viva. Que falta de paciência. «Ninguém sabe que não trago os olhos de ontem.» Não está calor. É março. Frases curtas e pontos finais. Final. Final feliz. Isto não ajuda. Estou enjoada. Dormir. Dormir. Dormir. Campo de Formação de Animadores. Animar. Seriously. Seriously? Campo de Formação de Desanimadores. Ah. Vocação específica. 32 degraus. Escadas rolantes. Sobe. Desce. Sobe. Desce. Desce por favor. Sobe um bocadinho. Um bocadinho de cada vez. Euforia temporária. Truz. Truz. Truz. Quem é? O preto da Guiné. Não me queres dar um estalo? Não sei mentir. Espaço. Uma boa notícia! Afinal não era sono. Quotidiano rotineiro. Iogurtes e fruta. Fruta e iogurtes. Qualquer coisa. Qualquer coisa! Um raciocínio concreto. Abstracto também serve. Nem a hipótese? Curiosa? Experimental? Também não quereria.

0 Comments:

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home